Colégio Pedro II define regras para retorno presencial e pedirá ‘passaporte da vacina’; confira

·1 min de leitura

RIO — Após um imbróglio judicial, o Colégio Pedro II publicou as novas diretrizes para o retorno das atividades presenciais nas unidades a partir da próxima segunda-feira, 22 de novembro. As regras foram aprovadas pelo Conselho Superior do colégio e são válidas até o final do ano. A resolução prevê que a volta será opcional aos estudantes e para entrar nas unidades é preciso apresentar a carteira de vacinação para todos que tenham sido contemplados pelo calendário. Na cidade do Rio, os maiores de 12 anos já podem se vacinar contra a Covid-19.

Segundo a reitoria do CPII, a retomada cumpre a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF2) que obriga a volta às aulas presenciais. Serão cinco semanas de atividades presenciais até 23 de dezembro quando se inicia o recesso escolar. A resolução com as regras foi assinada pelo reitor Oscar Halac e prevê o atendimento de 20% do quantitativo de turmas por turno, não podendo superar o limite de 50% de estudantes dessas turmas.

As diretrizes preveem que a permanência dos estudantes, em cada dia, será de até três horas, sendo no máximo de 40 minutos por tempo de atividade.

As atividades presenciais, segundo a resolução, irão ocorrer no contraturno para não inviabilizar as atividades remotas. Naquelas que não podem ser feitas desta forma é preciso “integralidade das atividades remotas, síncronas e assíncronas”.

“O presencial será uma complementação pedagógica organizada a fim de fazer a companhamento/orientação, não prejudicando quem não opte pelo retorno presencial.”, diz trecho da resolução.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos