Colômbia: os grandes desafios à frente do novo presidente, o esquerdista Gustavo Petro

A vitória de Gustavo Petro marca um novo início na Colômbia e um novo ciclo na América do Sul. A derrota de Rodolfo Hernandez foi reconhecida pouco antes do fim da contagem oficial dos votos.

Thiago de Aragão, analista político

Com uma população de 50 milhões, a Colômbia experimentará seu primeiro presidente de esquerda, trazendo a promessa de acabar com a desigualdade e o desemprego que vem marcando o ambiente social colombiano nos últimos anos.

Assim como aconteceu no Chile, a Colômbia indica mais uma vez que o pêndulo ideológico na América Latina segue a todo o vapor, onde eleitores constantemente insatisfeitos com seus governantes visam qualquer alternativa viável em relação ao status quo.

Desde o fim da década de 80, as relações entre Colômbia e Estados Unidos se intensificaram. Inicialmente focando nos cartéis de Cali e Medellín ao longo dos anos 90 e no combate às FARC nos anos 1990 e 2000, a presença dos EUA na Colômbia sempre foi crescente.

A parceria militar entre os dois países fez com que a Colômbia tivesse uma das forças armadas mais fortes e modernas da região. A embaixada americana em Bogotá, uma das maiores representações diplomáticas americanas no mundo, simboliza a profundidade desse relacionamento.

Gustavo Petro, ex-guerrilheiro e senador, não parece muito disposto a manter a profunda integração entre a Colômbia e os EUA. Essa deve ser uma das principais mudanças que veremos logo no início do seu governo.


Leia mais

Leia também:
Xenófobo e sexista, "Trump colombiano" é fruto de "cultura retrógrada", diz especialista sobre candidato à presidência
Estratégia política? Candidato à presidência da Colômbia alega medo para não fazer campanha
Ex-guerrilheiro esquerdista e empresário populista vão ao 2° turno na Colômbia; veja as chances de cada um

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos