Colômbia relata duas infecções pela variante brasileira do coronavírus

·1 minuto de leitura
Pessoas com máscaras de proteção caminham em Bogotá, na Colômbia

BOGOTÁ (Reuters) - Dois cidadãos da cidade colombiana de Leticia, capital da província do Amazonas, foram infectados com a variante brasileira do coronavírus, informou o Instituto Nacional de Saúde (INS) colombiano no domingo.

"O Instituto Nacional de Saúde confirmou na tarde de ontem infecções em um homem e uma mulher --ambos de nacionalidade colombiana-- da linhagem brasileira P1", disse o INS em um comunicado.

A mulher de 39 anos é moradora de Leticia. Ela apresentou sintomas no dia 10 de janeiro e foi diagnosticada com o coronavírus cinco dias depois, informou o INS.

O segundo caso confirmado foi de um indígena de 79 anos que foi hospitalizado em 7 de janeiro com uma infecção respiratória aguda causada pela Covid-19, acrescentou o comunicado.

Manaus, no Estado brasileiro do Amazonas que faz fronteira com o sul da Colômbia, está sofrendo com uma segunda onda brutal de casos de Covid-19 impulsionada pela nova variante brasileira.

Devido aos temores de transmissibilidade da variante brasileira, a Colômbia ordenou a suspensão dos voos de passageiros de e para o Brasil durante um mês, e os voos domésticos de e para Leticia durante duas semanas.

A Colômbia já registrou pouco menos de 2,1 milhões de infecções de coronavírus e 53.983 mortes de Covid-19, a doença causada pelo vírus.

(Por Luis Jaime Acosta)