Colegas de profissão, amigos e familiares se despedem de Susana Naspolini em velório no Rio: 'Ela é insubstituível'

Familiares, amigos e colegas de profissão estiveram nesta quinta-feira, dia 27, no velório da jornalista Susana Naspolini, que morreu na última terça-feira, aos 49 anos, após lutar contra um câncer na bacia. O velório foi iniciado às 8h, na igreja do cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro.

— A realização da morte quando acontece é devastadora. Por mais que a gente imaginasse o que ia acontecer… Eu era amiga do Maurício (Torres, de quem Susana era viúva) desde a época do SporTv, um amigo muito querido. Então eu tive essas duas grandes perdas — disse Renata Capucci.

Colegas de equipe do "RJTV", como Mariana Gross, também estiveram presentes no velório de Susana. Assim como a jornalista Bette Lucchese, que disse ao EXTRA:

— A Susana é insubstituível. Eu não consigo ver alguém hoje que poderia substituí-la. Ela entendeu como ninguém o negócio e o borogodó carioca, mas ela também respeitava essas pessoas.

A única filha da jornalista, Julia, de 16 anos, permaneceu forte ao lado da mãe durante todo momento. A jovem também é filha de Maurício Torres, que foi casado com Susana e morreu em 2014, aos 43 anos.

Sobrinho da repórter, Felipe Naspolini, falou:

— É uma tragédia. É algo muito triste. A nossa família já tem vindo de muitas perdas. O que a gente quer fazer, ao invés de só chorar pela enorme tragédia, é agradecer por termos tido a Susana.