Coletivo LGTB protesta em Tóquio pedindo por leis que os proteja

·1 minuto de leitura
Membros do coletivo LGTB manifestando-se no centro de Tóquio

Inúmeros ativistas fizeram uma manifestação cheia de cores em Tóquio neste domingo, pedindo ao Parlamento japonês que aprove um projeto de lei contra a discriminação a que estão sujeitos e proteja os direitos da comunidade LGBT neste país.

Com drag-queens e DJs de música animada na frente do protesto, dezenas de ativistas e apoiadores usavam máscaras das cores do arco-íris e dançaram diante do famoso cruzamento de Shibuya, no centro da capital japonesa.

O projeto de lei, que vem sendo debatido há anos, pareceu começar a ganhar força depois que um grupo de advogados começou a trabalhar seriamente nele em 2015.

Mas alguns membros do conservador Partido Liberal Democrático, atualmente no poder, rejeitaram esse projeto no mês passado, e até mesmo um legislador partido teria dito que as relações entre pessoas do mesmo sexo ameaçam "a preservação da espécie".

"Fiquei muito desapontado", disse à AFP uma drag queen de 20 anos que se identificou como Okuni.

"As pessoas que ainda pensam em nós dessa maneira controlam a política", continuou com preocupação.

Os ativistas convocaram seus apoiadores a exigir que os legisladores coloquem o projeto de volta em sua agenda.

"Acho que temos que trabalhar ainda mais (pela igualdade), é por isso que estamos aqui hoje. Acho que isso significa muito", acrescentou Okuni.

Ativistas dos direitos LGBT acusam políticos conservadores de violar o espírito olímpico, enquanto Tóquio se prepara para sediar os Jogos neste verão, em meio à pandemia da covid-19.

hih-oh/jfx/age/eg/bn

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos