Coligação de Lula pede ao TSE que diretor da PRF seja preso se continuar descumprindo decisão de Moraes​

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu ao presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Alexandre de Moraes, que prenda o diretor-geral da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Silvinei Vasques, caso o órgão descumpra a decisão do ministro que impede a realização de qualquer operação contra veículos utilizados no transporte público de eleitores.

Também pediu que o ministro determine multa de R$ 500 mil por hora a ele e ao ministro da Justiça, Anderson Torres, caso a determinação não seja observada.

Segundo números internos da PRF aos quais a Folha de S.Paulo teve acesso, o órgão já tinha realizado 514 ações de fiscalização contra ônibus até as 12h35.