Colocar o povo dentro de casa com medo e sem garantias é falta de discernimento, diz presidente do STF

CAMILA MATTOSO
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 16.03.2020 - O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, durante coletiva sobre as medidas tomadas por conta da epidemia do novo coronavírus (Covid-19). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, disse que a medida provisória publicada na madrugada desta segunda-feira (23) mostrava falta de discernimento do governo.

Trecho da MP dava às empresas a permissão de suspender contratos de trabalho por quatro meses —o que foi revogado no início da tarde pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Você colocar o povo dentro de casa, com medo, e sem remuneração, sem garantia, é falta de discernimento”, afirmou Toffoli à reportagem.

“O presidente [Bolsonaro] agiu bem em suspender e para pensar em uma maneira de resolver esses problemas”, completou.