Colombianos estão cautelosamente otimistas antes da posse de Gustavo Petro

Presidente eleito da Colômbia Gustavo Petro em Bogotá

Por Julia Symmes Cobb

BOGOTÁ (Reuters) - Os colombianos estão expressando um otimismo cauteloso em relação ao governo do novo presidente de esquerda Gustavo Petro, dias antes de ele assumir o cargo com a promessa de remodelar o país polarizado com uma série de reformas e programas sociais.

Petro, ex-membro da guerrilha M-19 e ex-senador, se tornará no domingo o primeiro político de esquerda a governar a Colômbia, que historicamente elegeu líderes de centro e de direita.

Petro prometeu combater a desigualdade com educação universitária gratuita e reforma previdenciária, reabrir relações com a vizinha Venezuela, implementar integralmente um acordo de paz de 2016 com os rebeldes marxistas das Farc e buscar acordos com os grupos armados restantes.

"Nunca fomos governados pela esquerda", disse o motorista de ônibus Hernán Vargas, de 55 anos, no bairro de El Rocio, no sudeste de Bogotá. "Há muita esperança."

Muitas pessoas neste bairro de classe trabalhadora, com vista para o palácio presidencial e o Congresso, disseram que votaram em Petro e aprovam seu histórico como prefeito da capital.

"Sei que com ele teremos uma nova Colômbia", afirmou Jorge Eliecer Alegria, 40, que cuida de sua mãe doente e espera melhorias no sistema de saúde sobrecarregado.

Outros colombianos são mais reservados em suas expectativas em relação ao Petro.

"Aqueles de nós que não votaram nele certamente têm preocupações, porque não compartilho muitos de seus ideais", disse Daniela Giraldo, de 23 anos, no norte de Bogotá.

O alto custo de vida preocupa, afirmou Giraldo, que trabalha com relações públicas. Ela também quer ver o progresso na educação e nos esforços de paz.

"Se ele vai ser a mudança, espero que seja, e que faça bem", disse ela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos