Coluna: Palmeiras pode ganhar todas as finais da base no Paulistão; rivais jogam só uma

Time sub-17 do Verdão venceu 1ª partida final com gol no fim (Fábio Menotti/Ag. Palmeiras)

Bastante criticada nos últimos anos, a categoria de base do Palmeiras tem dominando o futebol do estado nesta temporada. O Verdão está em todas as cinco finais do Paulistão, do sub-11, passando por sub-13, sub-15, sub-17 até o sub-20. Os rivais São Paulo, Corinthians e Santos participam de apenas uma, cada.

Depois do Palmeiras, quem mais tem chance de títulos é a Ponte, presente nas decisões do sub-17 e do sub-20. Das cinco finais alviverdes, quatro delas já tiveram suas partidas de ida e o Palmeiras venceu três (sub-11, sub-13 e sub-17) e empatou uma (sub-15). O título do sub-20 contra a Macaca começa a ser decidido no próximo sábado.

A taça mais próxima é do Verdão sub-11, que venceu o Santos de virada por 2 a 1, fora de casa. No domingo, a partir das 9h, com entrada livre no Canindé, o Palmeiras pode até perder por 2 a 1 para garantir o título, já que tem a vantagem de dois resultados iguais por causa da melhor campanha.

O sub-13 também ganhou, mas com dificuldade maior: superou o Corinthians por 4 a 3 no estádio Novelli Júnior, em Itu. O gol do triunfo só saiu nos acréscimos e garantiu ao Verdão o direito de empatar na volta para ficar com o caneco – os 90 minutos finais estão marcados para domingo, a partir das 11h, no Parque São Jorge.

A situação é parecida no sub-17: o Palmeiras venceu na ida por 2 a 1, com gol no finalzinho, e pode empatar na volta, em Campinas. O jogo da taça será no sábado, às 11h, no estádio Moisés Lucarelli. No sub-15, houve empate em 0 a 0 com o São Paulo, no CT de Cotia. Mais um empate no segundo jogo, domingo, às 16h, na Arena Barueri, rende o bicampeonato da categoria ao Verdão.

As finais do Paulistão:
– sub-11: Palmeiras x Santos
– sub-13: Palmeiras x Corinthians
– sub-15: Palmeiras x São Paulo
– sub-17: Palmeiras x Ponte Preta
– sub-20: Palmeiras x Ponte Preta

Novela mexicana:
A renovação do contrato de Pablo emperrou de novo. No começo da semana, o Corinthians rejeitou a contraproposta feita pelo empresário do zagueiro e as partes voltaram à estaca zero.

Risco real:
Em julho, Pablo e Corinthians tinham se acertado quanto a salário e luvas. Porém, o Timão desistiu do acordo. Na terça passada, o clube fez nova oferta, com valor 30% menor – o salário ainda iniciaria menor e seria reajustado a cada seis meses. Pablo exige receber desde o primeiro mês um salário que equivalha à média dos quatro anos de contrato.

Homenagem…
O último jogo do São Paulo na temporada deve render reverências ao torcedor. Para agradecer pelo apoio ao longo do ano, o departamento de marketing tricolor prepara uma série de ações na volta ao Morumbi.

…para os tricolores
A ideia é que a partida contra o Bahia, em 3 de dezembro, tenha ingressos com preços promocionais, além de produtos especiais, inspirados nos copos personalizados que fazem sucesso na Copa do Mundo.

Salário inédito…
Escolhido para tocar o futebol do Cruzeiro a partir de 2018, Itair Machado receberá R$ 200 mil por mês de salário. Detalhe: nenhum diretor estatutário na história da Raposa foi remunerado até a escolha de Itair.

…e bem alto
Com os R$ 200 mil mensais, o novo diretor cruzeirense também será um dos mais bem pagos do país em sua área. Mesmo não sendo executivo, como Alexandre Mattos e Rodrigo Caetano, ele terá vencimentos mais altos do que o do palmeirense e do rubro-negro.

Na mira santista:
Além de sonhar com Gabigol, o Santos namora a ideia de contratar Fernandinho. O atacante só tem contrato com o Grêmio até 31 de dezembro e a renovação com os gaúchos está complicada. O problema para o Peixe é grana: ele ganha R$ 450 mil por mês, R$ 150 mil a mais do que o teto na Vila.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: