Colunista descreve a agonia de sentir a Covid-19: 'Quando veio a manhã, a falta de ar'

Pedro Doria

Começou com uma cólica, na quinta-feira — e eu não tinha ideia de que cólicas tinham a ver com o novo coronavírus. Uma dor abdominal lancinante e difícil de localizar. Não parecia ser no intestino, tampouco no músculo. Como se fosse na camada entre ambos. Doía mas era noite, talvez ao acordar tivesse passado. Não passou. E, quando veio a manhã, havia uma sensação nova se impondo à dor. Fôlego curto. Falta de ar.

Leia o relato completo aqui.