Comércio e serviços pressionam por proposta de Major Olímpio na reforma tributária

JOANA CUNHA
·1 minuto de leitura
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 26-09-2018: Major Olimpio posa para foto em padaria na zona sul da cidade. (Foto: Rafael Hupsel/Folhapress)
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 26-09-2018: Major Olimpio posa para foto em padaria na zona sul da cidade. (Foto: Rafael Hupsel/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, marcou uma reunião nesta quinta (25) com Gabriel Kanner, presidente do grupo de empresários Brasil 200, Marcos Cintra, ex-secretário da Receita, João Diniz, presidente da Cebrasse (entidade do setor de serviços) e outros representantes setoriais, que querem voltar a falar de reforma tributária.

O grupo afirma que o objetivo é discutir a proposta do Simplifica Já, adotada no Congresso pelo senador Major Olímpio, que morreu neste mês, vítima da Covid-19.

A medida, que prevê a uniformização de ISS e ICMS, recebeu apoio de cerca de 120 entidades ligadas a setores como ensino, saúde e comércio, segundo os organizadores.

O encontro online, que é o primeiro do grupo com o atual comando da Câmara, é visto como uma nova abertura para pressionarem por suas ideias na reforma tributária, porque eles combatem a PEC 45, defendida pela gestão anterior, de Rodrigo Maia, que fechou as portas para propostas do grupo como a volta da CPMF.