Comércio de Niterói espera vender 10% a mais no inverno

O Sindicato dos Lojistas de Niterói (Sindilojas) está otimista com o aumento das vendas na próxima estação, que começa dia 21 de junho. As baixas temperaturas registradas nas últimas semanas, aliadas à previsões de que o inverno este ano será mais rigoroso, aquece as expectativas do setor, que espera vender 10% a mais em relação ao mesmo período do ano passado.

Meio ambiente: Coleta seletiva não chega a 2% em Niterói, cidade pioneira no processo no país

Cultura: Orquestra Jovem de Niterói fará turnê pelo estado

O presidente do Sindilojas, Charbel Tauil, diz que o clima na cidade entre os comerciantes é de otimismo:

— Posso dizer que 80% dos lojistas esperam aumento nas vendas. Este é o primeiro ano após a pandemia em que as pessoas estão 100% liberadas e com muita vontade de sair de casa, de participar de festas e de outros eventos sociais. E, com isso, vão às compras. Temos a expectativa de um aumento de 10% nas vendas.

O presidente do Sindilojas faz um alerta para que os consumidores não deixem as compras para depois.

— Acreditamos que este ano não teremos uma liquidação de inverno tão grande quanto nos anos anteriores, já que a expectativa de vendas é muito boa — adianta.

Em todo o país, R$ 13,76 bilhões devem ser movimentados entre maio e agosto, em vendas no varejo, apenas no setor de vestuário. A projeção é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O estudo teve como base dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) e da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE e levou em conta não apenas os meses mais frios, mas também o período de lançamento de coleções de inverno, já a partir deste mês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos