Com ajuda do FBI, polícia prende adolescentes suspeitos de planejar ataque a escola em GO

·2 minuto de leitura
Jovens foram detidos por agentes em Montividiu - Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Jovens foram detidos por agentes em Montividiu - Foto: Reprodução/TV Anhanguera
  • Polícia de Goiás recebeu alerta do FBI sobre a troca de mensagens de três adolescentes

  • Os rapazes de 17 anos planejavam um ataque a uma escola da cidade de Montividiu

  • Os agentes encontraram armas e facas nas residências dos suspeitos

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira três adolescentes suspeitos de planejar ataque a uma escola de Montividiu, sudeste de Goiás. A investigação começou depois de o FBI localizar mensagens trocadas entre os jovens de 17 anos nas redes sociais.

De acordo com informações da TV Anhanguera, afiliada da Globo na região, as identidades dos adolescentes não foram reveladas. Por isso, não foi possível localizar suas defesas para que pudessem se manifestar.

Leia também

Após receberem o alerta do FBI, agentes goianos deram sequência à investigação e conseguiram localizar e apreender os jovens. Nas conversas, foi possível identificar o plano e até a divisão das tarefas entre os adolescentes.

A polícia apreendeu armas de fogo de alto calibre e facas nas residências dos suspeitos. Eles devem responder por posse ilegal de armas.

Objetos apreendidos pela polícia em Montividiu - Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Objetos apreendidos pela polícia em Montividiu - Foto: Reprodução/TV Anhanguera

"Não existe informação sobre ligação a grupos terroristas, racistas ou nazistas durante a investigação. Em algumas mensagens, eles falam que estavam esperando as escolas reabrirem para executar o plano, que estão fechadas por causa da pandemia", disse o delegado Adelson Candeo.

Adolescente admite conversas

Um dos adolescentes foi ouvido já na manhã desta quarta e confirmou as conversas pelas redes sociais, mas garantiu que não teria coragem de executar o plano. O pai disse que o garoto sofre de depressão e está tomando remédios.

Os policiais, agora, devem ouvir os outros dois suspeitos. Eles investigam, também, se há mais envolvidos no crime e as responsabilidades de cada um do trio, e até dos pais.

Jovem foi preso em São Paulo

Em caso parecido, a Polícia Civil de São Paulo prendeu um jovem de 19 anos no dia último 10, acusado de planejar um ataque a uma escola. O atentado seria de forma semelhante ao de Saudades (SC), ocorrido no dia 4, quando um homem de 18 anos armado de um facão assassinou cinco pessoas, incluindo três bebês menores de dois anos.

A investigação recebeu informações repassadas pela divisão de crimes cibernéticos do serviço de inteligência dos Estados Unidos, que monitorava o suspeito. Ele aliciava outros jovens nas redes interessados em integrar os ataques.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos