Com ajuda de escolas do Grupo Especial, Renascer de Jacarepaguá volta a desfilar na Intendente Magalhães

RIO — Movida pelas incertezas da pandemia e sem abundância de recursos para construir um carnaval do zero, a escola de samba Renascer de Jacarepaguá decidiu fazer uma releitura do enredo de 2007, “Jacarepaguá — Fábrica dos sonhos”, para desfilar este ano. A escola, que está na Série Prata (antiga Série B), será a sétima a se apresentar na Estrada Intendente Magalhães, na Zona Norte, na sexta-feira, dia 29. Rebaixada para a categoria em 2020, tem como desafio reavivar o orgulho que os componentes sentem pela agremiação, como conta o presidente André Augusto:

— Como a escola caiu do antigo Grupo A, queremos resgatar a autoestima dos componentes e manter acesa a chama do carnaval em Jacarepaguá, contando a história da formação do nosso bairro e a da própria escola, que surgiu do bloco Bafo do Bode, em 1992. Enfrentamos dificuldades financeiras, o que é inerente a uma agremiação rebaixada, ainda mais depois de dois anos fechada, mas conseguimos superar tudo. Recebemos doações de várias escolas, como Portela, Beija-Flor, Mocidade, Vila Isabel e Viradouro, que foram grandes parceiras na construção do nosso carnaval. A Renascer sobrevive e está pronta para uma grande apresentação. Começamos a distribuir as fantasias, e é só torcer para que tudo dê certo na avenida.

Com o mesmo samba, agora sob o comando do intérprete Leonardo Bessa, e novas fantasias, o enredo aborda desde a época em que existiam engenhos de cana-de-açúcar em Jacarepaguá até os dias atuais, com uma referência direta, por exemplo, ao Retiro dos Artistas, e indireta aos Estúdios Globo, além de uma menção ao Parque Olímpico, para representar o bairro como um celeiro de sonhos. Tanto o de ser famoso como o de ser campeão no esporte e na vida.

— O diferencial deste ano é que o enredo é contado sob a perspectiva do Arthur Bispo do Rosário, que foi um interno da Colônia Juliano Moreira. Ele se autodenominava Jesus e tinha vários sonhos e delírios. Na nossa releitura, o Bispo tinha o sonho de tornar a Renascer campeã do carnaval. É essa visão que vamos levar para a avenida. O desfile será bem lúdico e colorido, bem na linha dele, que era um grande tecelão e artista plástico — explica Rogério Lobo, um dos diretores de carnaval da vermelho e branco.

Ainda estão abertas as inscrições para quem deseja desfilar. Basta entrar em contato pelo telefone 99177-0689. Todas as fantasias são gratuitas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos