Com apoio de Michelle Bolsonaro, Damares lança candidatura avulsa ao Senado pelo DF

Damares Alves (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Damares Alves (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

A ex-ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos Damares Alves (Republicanos) anunciou nesta sexta-feira que vai se candidatar ao Senado pelo Distrito Federal. Há duas semanas, Damares havia retirado a sua candidatura em favor da ex-ministra da Secretaria de Governo Flávia Arruda (PL-DF), que pleiteia o mesmo cargo, após um pedido do presidente Jair Bolsonaro. O anúncio ocorreu em evento na sede nacional do Republicanos, em Brasília.

— Brasília quer o novo. Com certeza somos a melhor proposta ao Senado. Não foi um processo fácil, mas o Bolsonaro terá um palanque legítimo — declarou Damares, fazendo uma menção indireta à ex-colega de governo e agora adversário na disputa ao Senado. — Vou enfrentar a Flávia com muito respeito. Mas eu entendo que a população do Distrito Federal precisa ter outra opção. (...) E vai ganhar quem tiver mais voto. E quem vai ganhar sou eu — concluiu.

Enquanto Arruda contava com a preferência de Bolsonaro, Damares tem o apoio da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que deve comparecer na convenção do Republicanos que será realizada hoje.

— Ela (Michelle) com certeza vem, vem para me apoiar, vem para estar comigo, vem para pedir voto — disse a ex-ministra.

Ao GLOBO, Damares afirmou ontem que havia desistido de concorrer à Casa Legislativa, pensando em unificar o campo da direita na capital federal. Mas mudou de ideia ao perceber, segundo ela, alguns "movimentos estranhos" da parte da família Arruda.

— Começou a ter ruídos. O [José Roberto] Arruda falando que não vai pedir voto para presidente. Esses movimentos estranhos me deram mais uma oportunidade de tentar de novo — explicou ela.