Com aumento da fome, integrantes do MTST protestam no shopping Iguatemi, em SP

Mara Lucia, 48, desembala alimentos doados pela organização não-governamental
Mara Lucia, 48, desembala alimentos doados pela organização não-governamental "Covid Sem Fome". Ela perdeu sua fonte de renda como cozinheira e vive com a ajuda e doações do filho. 30 de outubro, de 2021. (Foto: AP Photo/Bruna Prado)

Após a divulgação do levantamento que mostra que cerca de 33,1 milhões brasileiros passam fome atualmente, integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) fizeram um protesto contra a fome nesta quarta-feira (8) no shopping Iguatemi, um dos mais luxuosos de São Paulo. A informação é do portal g1.

Em pouco mais de um ano, houve um incremento de 14 milhões de pessoas na condição de não ter o que comer todos os dias, apontou o 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil.

Além disso, mais da metade dos brasileiros (58,7%) convive com algum grau de insegurança alimentar —situação leva o país para o mesmo patamar da década de 1990, um retrocesso de 30 anos.

Ainda de acordo com o portal g1, o grupo levou bandeiras do Brasil com dizeres “fome”, além de ter carregado pedaços de ossos, em referência às carcaças buscadas por pessoas em situação de fome. O protesto aconteceu na praça de alimentação do shopping.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos