Com avanço da Covid-19, Belo Horizonte terá novo fechamento do comércio

·2 minuto de leitura

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Com o crescimento de novos casos da Covid-19 e o aumento da procura por leitos, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou nesta quarta-feira (6) que publicará um decreto determinando o fechamento do comércio não essencial a partir da próxima segunda-feira (11). "Chegamos no limite da Covid-19. Nós avisamos, tentamos avisar que seria um período [difícil]. Tentamos manter mais quase dez dias a cidade aberta quando os números eram perigosos, mas tínhamos pelo menos uma expectativa de responsabilidade", disse o prefeito, em vídeo publicado em suas redes sociais. O decreto de fechamento do comércio não essencial será publicado na sexta-feira (8), quando será detalhado quais segmentos poderão manter as atividades e quais terão que fechar. O prefeito justificou a medida dizendo que houve um forte crescimento de novos casos da doença após as festas de fim de ano. "São números impressionantes. Houve uma importação da doença surpreendente", disse. Segundo Kalil, há casos de famílias inteiras que passaram o Natal juntos, cujos membros foram infectados e agora estão internados em hospitais particulares de Belo Horizonte. O prefeito pediu desculpas à população pelo novo fechamento do comércio, disse que não teve outra alternativa e pediu paciência. "Estamos chegando na praia, a vacina está chegando. Estamos preparados para vacinar, temos estrutura para vacinar, temos agulha para vacinar. Estamos na bica de acabar com isso, mas parece que ninguém está entendendo a gravidade desta doença", afirmou. Belo Horizonte já registrou 65,8 mil casos da Covid-19, com 3.637 casos ativos, 707 deles registrados nas últimas 24 horas. As redes pública e particular de Belo Horizonte atingiram nesta quarta-feira uma taxa de ocupação de 86% dos leitos de terapia intensiva e 64% dos leitos clínicos. O avanço da pandemia fez a prefeitura voltar a ativar novos leitos. Nos últimos dois dias, a prefeitura abriu mais 46 leitos de UTI para Covid-19. Em todo o estado de Minas Gerais, são 564 mil casos da Covid-19 e 12.211 mortes, segundo boletim epidemiológico divulgado nesta quarta. Foram 7.715 casos confirmados e 128 novos óbitos nas últimas 24 horas.