Com botão sob a saia, boneca Trolls é retirada das prateleiras

O Globo
·1 minuto de leitura
"Trolls World Tour"

A fabricante de brinquedos Hasbro iniciou a retirada de bonecas Trolls das prateleiras. A decisão foi tomada depois que uma petição online foi criada pedindo às lojas que removessem a versão "Trolls World Tour Giggle e Sing Poppy". A petição reuniu quase 300 mil assinaturas, segundo a "CBS News".

"Quando você aperta este botão na privada da boneca, ela suspira e ri. Isso não é bom para um brinquedo de criança. Este brinquedo precisa ser retirado de nossas lojas", diz o documento, que foi dirigido aos estabelecimentos Target, Walmart, Amazon, Dollar Lojas General e Family Dollar.

O vídeo de uma mãe demonstrando o botão, que quando pressionado ativa a voz da boneca, viralizou. Em um comunicado à "CBS News", Julie Duffy, vice-presidente sênior de comunicações globais da Hasbro, disse:

"Este recurso foi projetado para reagir quando a boneca estava sentada, mas reconhecemos que a colocação do sensor pode ser considerada inadequada."

"Isso não foi intencional e estamos felizes em fornecer aos consumidores uma boneca Poppy de valor semelhante por meio de nossa equipe de Atendimento ao Cliente. Estamos removendo o item para compra", continuou a declaração de Duffy.As bonecas Trolls foram criadas em 1959 e ficaram famosas, tornando-se extremamente populares hoje.

Poppy, dublada por Anna Kendrick, é uma das personagens principais do último filme dos Trolls. "Trolls World Tour" estreou para streaming de vídeo sob demanda em abril, quando a maior parte do mundo estava em quarentena, e a Universal anunciou que teria o maior dia e fim de semana de abertura para um título digital, de acordo com a "Variety".