Com caos nos aeroportos, bagagens deixam de ser entregues na Europa

Tempo de espera por uma esteira no aeroporto aumenta mais a cada voo que chega
Tempo de espera por uma esteira no aeroporto aumenta mais a cada voo que chega
  • Chance das malas chegarem aos destinos corretos são "muito pequenas", afirmou um funcionário;

  • Tempo de espera por uma esteira no aeroporto aumenta mais a cada voo que chega;

  • Responsabilidade pelo serviço é das companhias aéreas.

Ao canal britânico BBC um carregador de bagagens, que preferiu se manter anônimo, afirmou que por conta do caos aéreo vivido na Europa, as chances de que as malas dos passageiros cheguem aos destinos corretos são "muito pequenas". Ele ainda disse que a situação em Heathrow, um dos aeroportos mais movimentados da Europa, era "uma bagunça" e "maníaca".

De acordo com a rede televisiva, o carregador trabalha há mais de uma década em uma das companhias aéreas que operam em Heathrow, localizado em Londres. Segundo o funcionário, o caos aéreo experienciado por ele neste verão foi o pior visto em toda sua carreira.

O trabalhador diagnosticou os problemas como uma confluência de fatores, dentre problemas de falta de pessoal, baixo investimento por parte das companhias aéreas nesse setor, e a utilização de tecnologia antiga. Segundo informado pelo carregador, alguns sistemas de triagem no aeroporto tem cerca de 40 anos.

"Não há esteiras de bagagem suficientes para a quantidade de voos", disseram. "Você pode esperar meia hora por uma esteira quando um voo chega. Dentro dessa meia hora, outro voo chegará, o que torna a situação 10 vezes pior."

"É desanimador quando você sai e vê todos os passageiros", disse à BBC.

Em resposta, um porta-voz do aeroporto de Heathrow afirmou à publicação Business Insider: “Não somos responsáveis ​​pelos manipuladores de solo ou pela tripulação aérea – ambos trabalham diretamente para as companhias aéreas. Concordamos que algumas companhias aéreas precisam investir em seus atendentes em terra, a principal restrição à capacidade em Heathrow é a falta de atendentes em terra".

E acrescentaram: “Estamos alertando algumas companhias aéreas há meses que essa restrição de capacidade precisa ser resolvida, mas não houve mudança no número de manipuladores em terra desde janeiro de 2022. Reconhecemos que o sistema de bagagem no T2 é antigo - é por isso que queremos substituí-lo e pedimos à CAA que nos permita investir em um novo sistema como parte do próximo acordo regulatório".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos