Com chuva, SP tem trânsito lento e avenida fechada por queda de árvore

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após um domingo (30) abafado e com votação tranquila, a capital paulista amanheceu nesta segunda (31) com o trânsito mais lento do mês de outubro e pancadas de chuva.

Segundo dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), os índices de lentidão para o período entre 6h e 8h da manhã superaram todos os outros dias do mês de outubro.

Foram, em média, 137,2 km de vias paradas. Às 8h, houve um pico de 233 km. Nas horas seguintes, a lentidão caiu, chegando a 57 km ao meio-dia -menos da metade dos 120 km registrados no mesmo horário do último domingo.

Segundo a CET, o índice é obtido de acordo com o tempo recalculado pelo aplicativo Waze em veículos que trafegam pelas principais vias da capital, em um total de 868 km monitorados. O resultado indica em quantos quilômetros da capital há lentidão.

O Corpo de Bombeiros registrou 24 chamados para queda de árvores e três para desabamentos, sem vítimas.

Uma das quedas foi na avenida Vereador José Diniz, na altura do nº 1.308, na zona sul, no início da manhã. A árvore interditou totalmente o sentido bairro. Às 8h15, equipes da Defesa Civil iniciaram a remoção.

O dia segue com pancadas de chuva e a temperatura deve cair à tarde, com a aproximação de uma massa de ar polar que pode causar neve inédita no Sul nesta terça (1º).

No fim da madrugada e durante a manhã, o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) da capital registrou alagamentos em 14 pontos.

Até as 12h, o alerta seguia ativo para a rua Barão de Pombalinho, nas imediações da avenida Comendador Martinelli, na Água Branca.