Com conflitos em 'No limite', Íris Stefanelli ainda não se resolveu com colegas e manteve silêncio em situações

·3 minuto de leitura

A passagem de Íris Stefanelli pelo "No limite" a fez acumular alguns desafetos. Durante o confinamento, a loira discutiu com Ariadna, chamou Guilherme de machista, bateu de frente com Angélica e tirou a paciência até de Kaysar. Fora do programa, Siri não resolveu todos os atritos. Em alguns dos casos, achou melhor ficar calada, para deixar o tempo resolver, mesmo ficando frente a frente com os ex-colegas.

Ariadna, por exemplo, não ouviu até hoje um pedido de desculpas depois que Íris rebateu a história de vida da ex-BBB, que disse ter encontrado na prostituição a única saída para sobreviver, sendo uma mulher trans. Na web, a ex-sacoleira apareceu chorando arrependida, disse que o irmão gay passou a ser atacado e frisou que nunca foi preconceituosa.

"Nossa conversa era o seguinte: sobre altos e baixos da vida de artistas. Hoje você tá empregado, amanhã não está. Hoje tem emprego, e amanhã não tem. Revista fecha, revista abre, muda para Instagram… Daí eu falei: ‘o melhor caminho para gente é estudar. É tentar manter um curso paralelo’. E ela pegou e falou: ‘Mas no meu caso…’. Eu não estava falando sobre o teu caso, Ari, eu estava falando sobre a vida do artista”, disse Íris tentando se explicar e citando o irmão no vídeo: "Tenho um irmão homossexual".

Quando as duas se encontraram no "Arraiá da Carcará", uma festinha feita por ex-participantes na casa de Paula Amorim, Íris evitou falar sobre o assunto, tentando fazer da situação algo superado. Mas mágoas ficaram.

— Seria mais fácil Íris pedir desculpa e bola pra frente. No Arraiá do Carcará, ela não tocou no assunto, nem eu. Se ela fez a maluca, também fiz. Para mim, não muda nada. Mas acho que existe uma comunidade que esperava um posicionamento melhor dela, considerando que ela é uma pessoa pública. Só que aí já não é mais comigo — disse Ariadna, em entrevista ao EXTRA. A modelo também demonstrou chateação por Íris ter envolvido o irmão na história, sem necessidade.

Com Angélica, Íris preferiu não manter mesmo relações. Ao voltar do Ceará, onde estavam acontecendo as gravações, a apresentadora bloqueou a modelo nas redes sociais.

"No começo do jogo, eu estava me deparando com situações novas. A Angélica, em toda prova, provocava, tanto que a tribo dela teve um desentendimento com ela. Eu ficava olhando: ‘lá vem ela de novo'. Senti ela um pouco agressiva comigo. Eu até bloqueei ela no Instagram. Mas nada contra", disse Íris após a eliminação, durante o "Bate papo", programa de Ana Clara no Gshow.

O silêncio da ex-BBB7 também parece ter chateado Guilherme Napolitano. Eliminado mais recente do reality show da TV Globo, ficou engasgado ao ser chamado de machista em rede nacional.

"Claro que com a Íris eu tive problemas. Mas não de discussão, porque eu não me permito chegar a esse ponto. Mas acho que ela errou muito e não só comigo. Foi totalmente equivocado da parte dela a fala do machismo, as próprias meninas falaram. Eu não fico bravo, mas fico triste. Ela foi infeliz no comentário e não tinha argumento suficiente para falar isso", disse Guilherme, também a Ana Clara.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos