Com Copa do Mundo, Black Friday deve bater recorde no varejo

Período da Copa do Mundo pode ajudar a impulsionar vendas (Getty Image)
Período da Copa do Mundo pode ajudar a impulsionar vendas (Getty Image)
  • Black Friday acontece ao mesmo tempo que a Copa do Mundo;

  • CNC estima que a data deve movimentar R$ 4,2 bilhões;

  • A expectativa é que o faturamento seja 1,1% maior que no ano passado.

Pela primeira vez, a Copa do Mundo vai acontecer durante a Black Friday. Com a união dos acontecimentos, o varejo brasileiro deve movimentar R$ 4,2 bilhões e registrar a maior movimentação financeira desde que a data foi incorporada.

Uma projeção realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). aponta que a expectativa de faturamento é 1,1% maior que no ano passado, descontada a inflação.

Incorporada no calendário nacional, a Black Friday já é considerada a quinta data mais importante do varejo, atrás do Natal, Dia das Mães, Dia das Crianças e Dia dos Pais.

“Esse é um momento muito importante para o comércio de bens e serviços e, com o incremento das promoções de itens voltados à Copa do Mundo de Futebol, o segmento deve encerrar bem o ano”, disse o presidente da CNC, José Roberto Tadros, em entrevista ao G1.

Apesar da data ser marcada para a última semana de novembro, os descontos já começam a ser oferecidos para os consumidores alguns dias antes.

Para avaliar os potenciais de descontos, a CNC coletou diariamente os preços de 180 dos itens mais buscados na internet, agrupando as informações em 36 linhas de produtos ao longo dos últimos 40 dias. Ao longo do período, 39% revelaram tendência de redução de preços.

Entre os produtos que têm maior potencial de redução de preço estão os sapatos masculinos, lavadora de roupas, smartwatchs, fones de ouvido e purificadores de água.