Com criatividade e boa dose provocativa, Fluminense faz sucesso nas redes e engaja torcida

Fim de jogo no Mineirão. O Fluminense vence por 3 a 0 e se classifica para as quartas de final da Copa do Brasil. Mas a imagem utilizada nas redes sociais chama a atenção por um detalhe. Ao invés de estar presente o escudo do Cruzeiro, o tradicional de Belo Horizonte, o adversário supostamente derrotado pelo tricolor foi o xará de Cachoeirinha, no Rio Grande do Sul. Erro? Não. Uma resposta que exemplifica a forma diferente usada pelo clube para se comunicar nas redes sociais.

Sem óculos 3D: Entenda o que é 'visão dupla', sintoma que fez com que Fred aposente

417 e contando: Veja o Raio-X de todos os gols da carreira de Fred

Explica-se a provocação: antes do jogo de volta no Mineirão, o Cruzeiro anunciou a abertura da venda de ingressos utilizando o escudo do Fluminense de Feira de Santana. Depois, torcedores publicaram nas redes sociais que alguns bilhetes foram impressos com o escudo do Novo Horizontino. Erros que o tricolor não deixou passar. Algo que tem se tornado uma tendência nos últimos meses.

Maior da história? Fred se despede alimentando debate sobre sua colocação no panteão de ídolos do Fluminense

O Fluminense mudou o seu perfil e tem se destacado pelo bom humor, certa dose provocativa e muita criatividade nas redes. E está colhendo os frutos disso. Na última semana, ficou em terceiro lugar entre os clubes com mais interações no Twitter, superando a casa do milhão (1,07 milhão). No Facebook, ficou em quarto lugar. Além da heroica classificação diante do Cruzeiro, a aposentadoria de Fred também ajudou a levantar esses números.

Segundo o site 'Marketing Esportivo', o Fluminense bateu seu recorde de interações no Instagram na semana da aposentadoria de Fred: 4,3 milhões no total. A taxa de engajamento também foi a maior da semana para o tricolor, com 61%. O Corinthians, segundo colocado neste quesito, veio em seguida com 43%.

O site também afirma que, no Twitter, o crescimento no engajamento foi de 73%. No TikTok, aposta junto ao público mais jovem, alta de 355% no número de visualizações e incríveis 1.246% de aumento nos compartilhamentos. Por fim, coloca o tricolor como um exemplo ao "saber usar de maneira correta a aposentadoria de um ídolo", destacando até a ajuda para fazer o clube chegar a 50 mil sócios.

Humor ácido

Nos últimos meses, o Fluminense atendeu a um dos maiores anseios dos torcedores nas redes: a volta do perfil mais debochado e provocativo. Ou simplesmente mais bem humorado. O case de maior sucesso aconteceu na vitória no clássico sobre o Botafogo, por 1 a 0, no Nilton Santos. Após o triunfo, o tricolor passou a fazer publicações em inglês para provocar o empresário John Textor.

Na já citada classificação sobre o Cruzeiro, na Copa do Brasil, um trocadilho na frase "Obrigado, Fenômeno", junto a uma foto do goleiro Fábio também repercurtiu positivamente. O humor ácido usa o nome do ex-atacante e atual dono do clube mineiro, que foi um dos principais responsáveis pelo goleiro ter deixado o clube e acertado com o Fluminense.

Até mesmo rivais estão entrando neste onda. O Cruzeiro-RS, citado anteriormente após a classificação, aproveitou para interagir com o Fluminense. Por intermédio do perfil no Twitter, o clube gaúcho lembrou que é o Cruzeiro original e se assustou com a quantidade de pessoas que pintaram por lá. Além disso, também houve convite ao Fluminense para conferir a nova casa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos