Com direito a dois golaços, Botafogo atropela o Flamengo e se consagra campeão carioca

Nesta manhã de sábado, o sol brilhou na Gávea, mas o resultado foi Glorioso. O Botafogo venceu o segundo jogo da final do Campeoanato Carioca Feminino por 2 a 0, com dois golaços das quase xarás Kamilla e Camilla, e com o placar agregado de 5 a 1, deixou o poderoso Flamengo para trás na casa das adversárias. O clube que é considerada a principal força do feminino no estado estava em busca do sétimo título em oito temporadas, mas terminou com o vice.

Em outubro, o alvinegro também levantou outra taça no feminino, ao derrotar o Fluminense na final do estadual sub-20. Os títulos vieram a calhar especialmente em um ano difícil — o Botafogo perdeu o último jogo do Brasileirão A2 para o Athletico-PR e perdeu a vaga, nos pênaltis, para a divisão de elite nacional. Mas hoje tudo isso ficou no passado, com as atletas dando show em campo: durante e depois da decisão.

O Botafogo entrou em campo em situação confortável, podendo até perder por um gol de diferença e ainda assim levantar a taça. Os 3 a 1 no jogo de ida, no Caio Martins — gols de Valéria, Kélen e Isa Rangel e Crivelari descontando para a equipe visitante — foram o gás necessário para a equipe entrar em campo hoje com sede de vitória e de marcar na história o nome da competição.

Logo aos 28 minutos do primeiro tempo, Kamilla recebeu bom passe na entrada da área e mandou uma bomba no ângulo esquerdo da goleira Gabi Croco, que não conseguiu evitar a entrada da bola. Adiantada, ela só percebeu a direção e a potência do chute quando já era tarde demais.


Vinte minutos depois, já nos acréscimos da primeira etapa, outro gol parecido, assim como o nome da autora: Camila. Em cobrança de falta de longa distância, outra bomba na mesma gaveta e, mais uma vez, pouco Gabi Croco conseguiu fazer, de novo adiantada e percebendo o endereço da bola nos momentos finais.

O rubro-negro até tentou reagir e teve boas chances nas duas etapas com a atacante Juciara, mas a goleira Yasmin estava em dia inspirado e não deixou a bola entrar. Sole Jaimes, Leidiane, Gisseli e Pimenta entraram para reforçar o setor ofensivo do Flamengo, mas já não era suficiente para reverter o placar de 5 a 1 no agregado que se rapidamente consolidou no bicampeonato do Botafogo.

No campeonato de 2020, disputado em 2021 por causa da pandemia do Covid-19, o alvinegro também deixou o favorito da Gávea para trás e conquistou o título.