Com dores abdominais, Jair Bolsonaro é internado para realizar exames

·1 min de leitura
Brazil's President Jair Bolsonaro reacts during a review and modernization ceremony of occupational health and safety work at the Planalto Palace in Brasilia, Brazil July 30, 2019. REUTERS/Adriano Machado     TPX IMAGES OF THE DAY
Presidente Jair Bolsonaro relatou dores abdominais e foi internado para fazer exames (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Presidente Jair Bolsonaro foi internado no Hospital das Forças Armadas para realizar exames

  • Bolsonaro está com dores abdominais e cancelou toda agenda do dia

  • Presidente da República se queixa de soluço há 10 dias

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi internado em no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, na madrugada desta quarta-feira (14) para realizar exames. Bolsonaro está com dores abdominais e deu entrada no hospital por volta das 4h.

Em nota, da Presidência da República explicou que Bolsonaro fará uma bateria de exames para investigar a causa dos soluços constantes pelos quais têm passado. "Por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem", afirmou a Presidência.

Todas as reuniões do presidente foram canceladas nesta quarta, como o encontro que aconteceria entre representantes dos três poderes. O Supremo Tribunal Federal divulgou uma nota afirmando que a reunião será remarcada.

Leia também

Nos últimos dias, Bolsonaro reclamou de um soluço constante, há 10 dias, após realizar um procedimento dentário. A suspeita do presidente era de que fosse um efeito colateral da medicação.

No dia 5, Bolsonaro disse a apoiadores no Palácio da Alvorada que estava falando pouco por ter feito dois implantes dentários no sábado anterior. Dias depois, durante uma entrevista na quarta-feira da semana passada, o presidente explicou que estava com soluços e que acreditava que a causa eram remédios.

“Estou com soluço há cinco dias. Fiz uma cirurgia para implante dentário no sábado. Talvez em função dos remédios que eu estou tomando, estou 24h por dia com soluço”, disse, em entrevista à rádio Guaíba.

Os soluços também foram motivo de reclamação durante sua transmissão ao vivo nas redes sociais, na quinta-feira, quando Bolsonaro pediu desculpas e disse que talvez não conseguisse se “expressar adequadamente”.