Com drinques, música e bela vista, terraços dos hotéis cariocas fervem no inverno

Drinques, comidinhas e um céu que, ao entardecer, parece pintado em aquarela têm feito terraços cariocas ferverem neste inverno. Para dar início às comemorações pelos seus 15 anos, o Hotel Fasano, em Ipanema, preparou uma programação especial em seu cobiçado último andar, normalmente restrito a hóspedes e que tem uma vista cinematográfica. No bar da piscina, estreou na última quinta o projeto Rooftop Sessions, que traz uma série de shows abertos ao público, sempre às quintas-feiras, das 18h às 23h, até o fim de agosto.

Cultura: Com risco de fechar, três teatros recebem socorro financeiro do estado

Gastronomia: Novidades mudam a Rua Conde Bernadotte, no Leblon

O terraço é um dos principais atrativos do Fasano Rio, com uma piscina de borda infinita que se debruça sobre a Praia de Ipanema e de onde se tem uma vista panorâmica privilegiada que vai do Arpoador até o Morro Dois Irmãos e o Corcovado.

Na programação, há DJs e atrações musicais. Vozes que representam a cena musical carioca atual, como Tibi, Camila Marotti, Bianca Chami e Rodrigo Sha, revezam-se no palco do Rooftop Sessions, e os DJs Papagaio, Ramone e Pedro Tie completam a programação de cada noite.

Para que hóspedes e frequentadores do hotel possam brindar à altura da vista e da data que o hotel festeja, foi criado um novo cardápio de drinques. O Donna Caramel é feito com rum envelhecido, xarope de melaço com baunilha, redução de vinho tinto com maçã verde, suco de limão, abacaxi e maracujá. Já o La Fiore leva vodka Ketel One peach and orange blossom, mandarinetto, açúcar, morango, maracujá e sour mix.

Moda: Nascida na pandemia, grife carioca aposta em alfaiataria e camisaria de alto padrão

Os ingressos para o evento, que custam R$ 150, estão disponíveis para compra em www.sympla.com.br, onde também pode ser conferida a programação musical completa. A consumação é à parte, e hóspedes têm acesso gratuito.

Que ninguém chame o último andar do Janeiro Hotel, na Praia do Leblon, de rooftop. Oskar Metsavaht, curador do hotel, faz questão de chamá-lo de varanda. Ele defende que é gostoso convidar para uma varanda e lembra do escritor Jorge Amado sentado na área ao ar livre de sua casa, ouvindo o som das palmeiras ao vento e sentindo a brisa do mar bater no rosto. Geralmente reservada aos hóspedes, a área que ocupa o último andar do hotel dará lugar a um evento, no domingo , dia 24, que homenageia o cinema nacional. O projeto “O Rio na VARANDA Janeiro” é resultado de uma parceria com a Cinemateca do MAM. No dia, será projetado um filme que mostre momentos da cidade. O cardápio de comidinhas volantes será assinado por Morena Leite.

—Nossa varanda não tem os coqueiros e nem o Jorge Amado, mas tem as montanhas da Floresta da Tijuca, o skyline da cidade, o mar com as Ilhas Cagarras ao fundo e uma brisa marinha. A Varanda Janeiro é um espaço intimista com vista realmente deslumbrante para o Cristo Redentor e para a orla do Leblon até o Arpoador — diz Metsavaht.

O topo do Hilton Rio de Janeiro Copacabana é outro ponto de referência para quem busca aproveitar as noites lindas do inverno carioca. O Isabel Lounge, no 39º andar, tem menu assinado pelo chef Pablo Ferreyra, que traz pratos da culinária brasileira inspirados no conceito plant based, que não utiliza derivados de animais. A programação musical, comandada pela DJ Sam Ferry, acontece nas noites de sexta e sábado, das 18h às 21h.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos