Com exceção de Londres, bolsas europeias operam em alta. Asiáticas fecham em queda

O Globo, com agências

TóQUIO E LONDRES - Ainda sob efeito da pandemia do novo coronavírus, os mercados europeus abriram em queda nesta quinta-feira, mas se recuperaram. Por volta das 7h, apenas a Bolsa de Londres se apresentava em terreno negativo. Já as bolsas asiáticas apresentaram baixa, mantendo a tendência registrada ao longo da semana.

O índice FTSE 100, de Londres, recuava 0,85%, enquanto as demais operavam em alta. Em Paris, o CAC 40 avançava 2,51%. A bolsa de Frankfurt operava estável, com leve alta de 0,27%. Em Madri, o avanço era de 2,19%.

Na Ásia, a queda mais expressiva foi a da bolsa de Seul, com o índice Kospi despencando 9,39%. Em Tóquio, o índice Nikkei fechou em baixa de 1,04%, enquanto a bolsa de Hong Kong recuou 2,61%.

Na China, o índice CSI 300, que reúne empresas listadas em Xangai e em Shenzen, fechou com queda de 1,30%. Já o SSE da bolsa de Xangai recuou 0,98%.

Preço do barril do petróleo sobe

O preço do petróleo reverteu a tendência de baixa dos últimos dias e apresenta alta. O barril do Brent, para entrega em maio, subiu 6,59%, o equivalente a US$ 1,64, e estava sendo negociado a US$ 26,52. Já o futuro do petróleo leve dos EUA apresentava alta de 13,40% (+ US$ 2,73), a US$ 23,10 o barril.