Com expansão ao leste, Comunidade Política Europeia marca isolamento da Rússia no continente

© Official twitter Maia Sandu President of the Republic of Moldova

Reunidos em Praga, na República Tcheca, nesta quinta-feira (6), líderes de 44 países europeus enviam um sinal claro em favor do isolamento da Rússia e tentam criar uma nova ordem continental sem Moscou.

Com informações dos correspondentes da RFI em Praga, Alexis Rosenzweig, em Kiev, Anastasia Becchio, e em Istambul, Anne Andlauer

Os 44 países participam do lançamento da Comunidade Política Europeia (EPC na sigla em inglês), um novo formato de cúpula proposto pelo presidente francês, Emmanuel Macron, destinado a reunir os países do continente. O novo fórum de intercâmbio sobre assuntos de interesse comum tem como pano de fundo a invasão da Ucrânia pela Rússia.

"Esta reunião é uma tentativa de encontrar uma nova ordem sem a Rússia. Isso não significa que queremos excluir a Rússia para sempre, mas esta Rússia, a Rússia de Putin, não tem lugar", disse Josep Borrell, chefe da diplomacia europeia (UE). "O sinal que queremos enviar é que, infelizmente, não podemos construir uma ordem de segurança com a Rússia. A Rússia está isolada. Não tem assento, mas todos os outros estão aqui", acrescentou Josep Borell.

Esta primeira reunião da Comunidade Política Europeia acontece em Praga porque a República Tcheca detém, atualmente, a presidência rotativa do Conselho da UE. O objetivo do encontro é fortalecer a segurança e a estabilidade do continente europeu, no momento em que a guerra na Ucrânia já entra no seu oitavo mês.

"Mensagem de unidade"

(Com informações da RFI e da AFP)


Leia mais em RFI

Leia também:
Após anexação de regiões ucranianas, UE aprova novas sanções contra Moscou
Sob impulso de Macron, 44 países lançam Comunidade Política Europeia
França vai anunciar medidas para diminuir 10% do consumo de energia no inverno