Com filme em cartaz e prestes a voltar às novelas, Tonico Pereira mantém brechó: 'recordista em falir'

Ele atende se chamado de Mendonça, fiel amigo do Lineuzinho de “A grande família”; Ascânio, de “A regra do jogo”; Zé Carneiro, do “Sítio do Pica-pau Amarelo”; ou simplesmente Tonico Pereira, nome por trás destes e outros trabalhos memoráveis na TV Globo, no cinema e no teatro. O ator, morador da Lagoa, acaba de estrear nas telonas de todo o Brasil com o filme “Nas ondas da fé”, com Marcelo Adnet; e ainda este ano lança “O velho Fusco”, longa que protagoniza ao lado de Caio Manhente. Além disso, prepara-se para em março voltar às novelas, na próxima das 18h, da TV Globo, “Amor perfeito”.

Me cante uma história: Prestes a completar 80 anos, Jards Macalé finaliza álbum e conta histórias de suas músicas no Teatro Prudential

Emagrecer, sair do vermelho, mudar de emprego: especialistas mostram como alcançar metas em 2023

Mas se sob os holofotes a vida profissional vai bem, obrigado, longe deles não é bem assim. Paralelamente, Tonico desempenha outro grande papel, o de empresário à frente do TPM (Tonico Pereira Modas) Brechó, na Rua Real Grandeza 177, em Botafogo. A ideia é alavancar as vendas do próprio negócio e conseguir reverter parte do lucro para o Retiro dos Artistas.

O problema, frisa Tonico, é que o empreendimento, aberto em fevereiro de 2020, poucos dias antes do início do isolamento social, não consegue sequer se manter sozinho. Os custos mensais giram entre R$ 15 mil e R$ 20 mil, e boa parte vem do bolso do ator, que precisou se desfazer de muitos dos seus carros antigos.

— Já tive vários negócios, como loja de parafusos, livraria, bar e um quiosque também em Botafogo. Por ter uma profissão instável, sempre busquei uma alternativa, mas no fim é como ator que consigo bancar minhas lojas e pagar minhas dívidas. Sou recordista em falir — brinca o veterano, de 74 anos, que tem esperança de dias melhores para o empreendimento.

O ator é casado com a bailarina e coreógrafa Marina Salomão, com quem tem dois filhos: os gêmeos Antônio Nicolau e Nina Sofia, de 17 anos. Tonico também é pai de Daniela e Thaia, de seu primeiro casamento, com a professora Eliane Pereira.

— Minha mulher fica irritada com isso tudo que eu invento. Mas além de toda a questão sustentável, o TPM é um espaço interessante, e acredito que ainda dará lucro. Não vejo a hora de poder ajudar o Retiro, uma instituição tão importante para a classe e onde provavelmente eu estarei um dia — reflete.

No TPM Brechó estão disponíveis não só peças usadas, mas também novas, desenhadas pelo ator, como modelos de linho e camisetas com frases do próprio Tonico. Entre elas “Cuidado, TPM feroz”, “Meu sonho é morrer contemporâneo” e “Vivo de ideias”.

Além de o Retiro dos Artistas estar sempre aberto a doações, alguns dos seus residentes precisam ainda de ajuda específica. É o caso do compositor Sérgio Natureza, que tem no currículo mais de 250 músicas gravadas, frutos de parcerias com Tunai, Paulinho da Viola, Lenine e Zeca Baleiro, e sofre do mal de Parkinson.

Para ajudar a custear o tratamento, a família criou uma vaquinha virtual no link www.vakinha.com.br/vaquinha/continue-ajudando-o-sergio-natureza.