Com foco na ecologia e orçamento de € 387 bi, Europa aprova nova política comum para agricultura

·2 min de leitura

O Parlamento europeu aprovou definitivamente a nova Política Agrícola Comum (PAC) com foco em transformar a agricultura europeia para ser mais ecológica e um orçamento de € 387 bilhões até 2027. Ambientalistas e uma parte da esquerda se opõem ao plano e denunciam uma operação de “greenwashing”.

Após longos meses de difíceis negociações devido à oposição de ecologistas e de uma parte da esquerda francesa, os deputados validaram o texto que tem como objetivo um “compromisso ambiental”.

A PAC comecará a ser aplicada em janeiro de 2023. Mas cada Estado-membro já deve apresentar até o final de 2021 um “plano estratégico nacional” com detalhes do uso dos financiamentos europeus.

Depois disso, Bruxelas tem seis meses para verificar a conformidade das políticas agrícolas nacionais com os objetivos europeus de redução de gases do efeito estufa. A UE prevê reduzir suas emissões de CO2 em 55% e 50% do uso de pesticidas até 2030. Além disso, os países terão que garantir que um quarto das terras cultiváveis serão reservadas aos alimentos orgânicos.

França privilegiada

A nova política agrícola comum terá um orçamento de € 387 bilhões até 2027, mais ambicioso que o de 2014 a 2020, que foi de € 381 bilhões. A PAC representa quase um terço do orçamento plurianual da UE.

Esta soma é dividida em diferentes partes. A primeira e principal inclui € 270 bilhões destinados a subvenções diretas aos agricultores europeus. A segunda apoia o desenvolvimento rural.

Com uma atribuição de € 66,2 bilhões - mais de 18% do total pré-concedido - a França é de longe a primeira beneficiária da PAC, seguida da Espanha (12%) e da Alemanha (11%).

"Ecorregimes" e práticas ambientais


Leia mais

Leia também:
Reforma agrária é “uma dívida” que o Brasil tem com os camponeses, diz economista
Países europeus podem realmente importar menos soja brasileira, criticada por desmatamento?
Anúncio da China sobre desmatamento ilegal coloca agro brasileiro sob pressão

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos