Com Fred na torcida, Cano abre caminho para vitória do Fluminense sobre Goiás

Fred viralizou nas redes sociais ao decidir ir ao Maracanã de metrô. Ídolo, queria ter um contato mais próximo da arquibancada agora que está aposentado. Mas ele mal sabia que inspiraria os dois centroavantes do Fluminense. O titular e o reserva. Com gols de Germán Cano e Alan, nasceu o triunfo por 3 a 0 contra o Goiás, ontem, pelo Campeonato Brasileiro.

Os gols foram emblemáticos por motivos diferentes. Para Cano, serviu para igualar o recorde de Neymar e Gabigol em uma temporada no futebol brasileiro (43 gols). Para Alan, marco o primeiro tento desde que retornou ao clube, no meio desta ano.

O desenrolar da partida foi mais nervoso do que deveria. O Fluminense fez excelentes 20 minutos e deu um vareio de bola no Goiás. Arias, Cano, Ganso, Yago Felipe. Todos tiveram chances claras de marcar. Tadeu, inclusive, foi obrigado a fazer dois milagres para impedir que o placar fosse aberto.

O problema é que faltou o principal. Quando o Goiás conseguiu se estabilizar na partida, a opção foi por parar o ímpeto tricolor com faltas duras e muita cera. De certo forma deu certo, a ponto de Paulo Henrique Ganso bater boca com Dadá Belmonte e receber cartão amarelo. Suspenso, não enfrenta o Bragantino na última rodada e encerra a sua participação no Brasileiro.

Dadá, inclusive, seria expulso logo no início da segunda etapa e deixaria um cenário propício para o Fluminense ter o controle das ações e avançar. O técnico Fernando Diniz aproveitou. Matheus Martins e Nathan foram chamados para o abafa enquanto o Goiás aumentava ainda mais a cera.

Mas não deu para conter os atacantes. Na primeira falha da defesa do Goiás, Cano guardou e virou recordista. Quando a vitória parecia definida, Alan apareceu para marcar o segundo. No fim, ainda deu tempo de Michel Araújo marcar o terceiro.