Com futebol consistente, Volta Redonda bate o Fluminense pelo Campeonato Carioca

Extra
·2 minuto de leitura

No duelo na parte de cima da tabela, o Volta Redonda mostrou que não briga pela vaga nas finais do Carioca à toa. Com um futebol consistente abriu 2 a 0 sobre o Fluminense, levou o empate, mas com um belo gol nos minutos finais venceu o Tricolor por 3 a 2, na sexta-feira, em Bacaxá.

O resultado deixa o Volta Redonda na liderança da Taça Guanabara com 13 pontos, um a mais que o Flamengo, que joga neste sábado contra o Boavista, também em Bacaxá.

A aposta do Volta Redonda no contra-ataque deu certo em todo o primeiro tempo. Fora uma chance desperdiçada por Fred, com um chute fraco, o time do Sul Fluminense foi quem deu as cartas. Aproveitou os espaços deixados pela defesa do Tricolor para chegar no gol de Marcos Felipe.

Sobretudo pelo lado de Egídio, que deixou uma avenida pela esquerda. O primeiro gol, no entanto, veio em falha de Frazan. João Carlos recebeu lançamento nas costas do zagueiro, que tentou o corte de cabeça mas não conseguiu. O atacante, sozinho, dominou no peito e tirou do goleiro antes de marcar.

O Fluminense tentava encontrar espaços na defesa fechada do Volta Redonda. Não conseguiu e viu o adversário chegar ao segundo gol em mais uma bobeada. Agora nas costas de Egídio, Alef Manga avançou até a área e chutou cruzado, sem chances para o goleiro.

O Volta Redonda ainda teve pelo menos mais duas oportunidades, mas as finalizações foram para fora. Já o time de Roger Machado não conseguia encaixar seu jogo.

No intervalo, Roger conseguiu mudar a postura do Fluminense. A equipe sufocou mais a defesa do Volta Redonda e conseguiu diminuir nos primeiros minutos. Martinelli foi até a linha de fundo e rolou para Fred só escorar.

O volume ofensivo do Tricolor deixou o time mais perto do empate. Após o gol, a equipe teve três chances em poucos minutos, uma delas em cabeçada de Fred para fora. As mudanças feitas por Roger também surtiram feito. E o empate veio com a participação de Gabriel Teixeira e Kayky, que entraram no lugar de Lucca e Luiz Henrique, respectivamente. Kayky levantou na área, Gabriel finalizou na trave e o rebote sobrou para Fred, só escorar, agora de cabeça.

A defesa, no entanto, continuava dando brechas e o Volta Redonda teve chances de fazer o terceiro. Nos 15 minutos finais, o jogo ficou aberto e a vitória poderia ser de qualquer um dos times. O Volta Redonda aproveitou o cansaço do Tricolor e achou mais um espaço para fazer o gol da vitória. Alef Manga recebeu, dominou, tirou da zaga e finalizou colocado nos minutos finais.