Com hérnia cervical, Diego Costa pode ficar até três meses afastado dos gramados

O atacante Diego Costa pode ficar afastado dos gramados por alguns meses por conta de uma hérnia cervical. O problema no pescoço foi detectado em exames, após o espanhol reclamar de desconforto na região. Os resultados foram divulgados na manhã desta quinta-feira.

"O serviço médico do clube realizou testes radiológicos em Diego Costa para avaliar o desconforto cervical sofrido nos últimos dias. Esses testes determinaram que o atacante sofre com uma hérnia cervical. Nos próximos dias, nosso jogador será examinado por especialistas em neurocirurgia para estabelecer um tratamento definitivo", diz o comunicado.

Segundo a imprensa europeia, caso seja necessário um tratamento cirúrgico, o tempo de recuperação pode ser longo. A emissora inglesa Sky Sports fala em até três meses de afastamento do atleta de 31 anos.