Com medo de punição, Equador decide ir à Copa do Mundo sem Byron Castillo, afirma embaixador

O técnico Gustavo Alfaro ainda não anunciou sua lista de 26 nomes que vão representar o Equador na Copa do Mundo. Dentre os jogadores que vão ao Catar, entretanto, não estará o lateral Byron Castillo, que gerou uma ação de Peru e Chile após as Eliminatórias, e quase fez a seleção ficar fora do Mundial.

- Desgraçadamente, Byron Castillo não vem ao Catar. Seria o broche de ouro que Byron fosse ao Mundial e fizesse um gol, mas infelizmente, a notícia que temos é que ele não vem - declarou Pascual Del Ciopp, embaixador do Equador no Catar, ao Hechos de Impacto, programa de TV do país.

O diplomata conheceu a lista dias antes da convocação oficial, que será na segunda-feira. O Equador, propositadamente, será um dos últimos a anunciar a lista. Nos últimos dias, a Federação Equatoriana de Futebol fez consultas para determinar a eligibilidade de Castillo. Com medo de punição, decidiu não convocar o lateral do León (MEX).

- É uma decisão que a Federação tomou, o mais seguro para evitar problemas futuros - afirmou Del Ciopp.

Castillo esteve envolvido em um suposto caso de falsificação de documentos porque, de acordo com as ações movidas por Peru e Chile, interessados na vaga equatoriana, o jogador de futebol nasceu em Tumaco, município do departamento de Nariño, na Colômbia, e não no Equador, conforme sua identificação.

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) considerou que o jogador de futebol tinha a documentação em ordem no momento em que começou a jogar por este país, no entanto, foram validados com informações falsas.

O órgão decidiu punir a seleção e o jogador no caso Castillo. Em primeiro lugar, o Equador perderá três pontos nas próximas Eliminatórias. Além disso, ele deve pagar uma multa de 100 mil francos suíços (R$ 564 mil), além de compensar financeiramente o Chile e o Peru.

O Equador está no Grupo A da Copa do Mundo ao lado de Holanda, Senegal e o anfitrião Catar. A seleção sul-americana participará do jogo de abertura, dia 20, contra os donos da casa.