Com premonição 'cumprida', Camilla, do 'BBB21', se emociona e brinca: 'Vou dar consulta'

Extra
·2 minuto de leitura

Logo que viu Carla Diaz voltar para a casa do "Big Brother Brasil 21", Camilla de Lucas gritou de alegria. Mais tarde, no quarto, a cria de Nova Iguaçu se emocionou ao perceber que o que tinha sonhado de fato aconteceu no jogo. A atriz confortou a amiga e lembrou as primeiras palavras que disse no quarto: "A Camilla é sensitiva mesmo". Recuperada, a digital influencer fez piada:

"Bom que agora eu já sei: depois que sair do 'BBB' vou dar consulta", disse Camilla, aos risos.

A premonição no “BBB” não é ato isolado. Fora da casa, amigos já provaram dessa intuição. E quem ousou duvidar se deu mal.

— Sempre tivemos uma conexão forte, de saber o que a outra pensa só pelo olhar. É bem comum ouvir dela: “Eu avisei”. É “batata”, minha amiga alerta, eu pago pra ver e e entro em furada. Uma vez, fomos assaltadas juntas. Insisti tanto para Camilla ir a uma festa comigo que ela não queria. Venci pelo cansaço. Virando a esquina, um homem roubou nossos celulares. O dela era novo. Eu não sabia se entrava em desespero, se sentia raiva de mim por ter duvidado dela ou se tentava acalmá-la — recorda, aos risos, Larissa Macedo, de 22 anos.

A tia da sister diz que esse dom é de família.

— Sempre acontece de mandarmos mensagem uma para a outra e estarmos pensando a mesma coisa. Camilla tem uma conexão forte com Deus e sempre diz que está ouvindo a intuição dela. Minha sobrinha age muito com o coração, e fico feliz de vê-la fazendo o mesmo no jogo, respeitando sua essência — analisa Ana Cristina.

Comparações com Márcia Sensitiva

Pelas premonições feitas, Camilla de Lucas tem sido chamada de Camilla Sensitiva na web, numa comparação à famosa clarividente Márcia Sensitiva.

— Camilla já até me citou na casa: “O povo aqui quer ser a Márcia Sensitiva, mas não consegue”. Achei o máximo (risos)! Ela é libriana, clarividente, ou seja, conhece as pessoas só pelo olhar, e é sensitiva mesmo, anda no tempo e no espaço durante o sono — diz Márcia Fernandes, a Márcia Sensitiva, que abriria uma vaga para a atual confinada virar sua pupila: — Eu adoraria!