Com promessa de venda da Petrobras, Novo lança Felipe d’Avila como pré-candidato à Presidência

·2 min de leitura

BRASÍLIA – O partido Novo lançou nesta quarta-feira o cientista político Luiz Felipe d’Avila como pré-candidato para as eleições presidenciais de 2022 com a promessa de vender a Petrobras no primeiro dia de governo. A menos de um ano para o pleito, Felipe d’Avila integra o rol dos postulantes da terceira via.

Em seu discurso, o cientista político se posicionou como liberal e uma nova opção no xadrez político. Em vários momentos, sem citar nomes, criticou o populismo de esquerda, em referência ao ex-presidente Lula, e o populismo de direita do governo de Jair Bolsonaro.

— Vamos vender a Petrobras no primeiro dia de governo. É um absurdo ter uma empresa que vem sendo usada como fonte de corrupção pelo populismo de esquerda e, como fonte manipulação de preço, pelo populismo de direita. Isso faz com que nós todos percamos, nós todos vamos ter que pagar essa conta – afirmou o pré- candidato.

Para ele, o populismo é o PCC, mas não como uma organização criminosa, mas em referência ao patrimonialismo e ao corporativismo.

— O populismo de direita e de esquerda apenas vão perpetuar o populismo. Portanto, a miséria, a pobreza, a corrupção e o mau funcionamento das instituições democráticas — disse, citando a inflação, desemprego e queda de renda como pontos preocupantes.

O pré-candidato também defendeu políticas inclusivas e um ajuste fiscal nas contas do governo. Destacando que a população teve que pagar a conta da energia no governo da ex-presidente Dilma Rosseff, questionou: — Vamos pagar essa conta de novo ?

Se colocando como mais um nome na disputa presidencial, Luiz Felipe d’Avila disse que está aberto ao diálogo. Garantiu também que o Novo está unido.

— O nosso partido já está unido, porque se quisermos unir o país precisamos começar com exemplo de casa e, esse exemplo, nós demos nas últimas três semanas — garantiu.

Felipe d’Avila é cientista político pela Universidade Americana de Paris, tem mestrado em administração pública pela Harvard Kennedy School, é coordenador do movimento Unidos Pelo Brasil. Em 2008, fundou o Centro de Liderança Pública, entidade dedicada ao desenvolvimento de líderes públicos e de mobilização da sociedade.

A formalização da pré-candidatura ocorreu no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, com a participação de integrantes do partido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos