Com repescagem de vacinação suspensa, jovens de 20 a 29 anos ficam na expectativa de nova data

·2 minuto de leitura

A repescagem da vacinação contra a Covid-19 para o grupo de 20 a 29 anos que ocorreria neste sábado foi suspensa pela Secretaria municipal de Saúde. A pasta informa que até o momento não recebeu do Ministério da Saúde a nova remessa prevista do imunizante e que não sabe quantas doses serão destinadas ao município. Com isso, não há como afirmar se o calendário de vacinação previsto para segunda-feira, para jovens de 17 anos, será mantido.

— Estou aguardando a informação de quantas doses vão vir de São Paulo para o Rio. Depois que eu tiver esse número, poderei avaliar a quantidade e programar o calendário. Sei que são oito milhões de doses para todo o Brasil. Vamos torcer, tudo indica que as vacinas chegam ainda hoje — afirma o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

O secretário afirma que a expectativa é continuar o calendário a partir desta segunda-feira para adolescentes de 17 anos. Ele destaca que o Rio ainda tem 120 mil doses de remessas que já deveriam ter sido entregues pelo Ministério da Saúde na semana anterior e o órgão se comprometeu a fazer a entrega ainda neste sábado. Ele explica que a ideia é receber o lote e distribuir no domingo para que o calendário seja retomado sem intercorrências.

Soranz também reitera que precisa saber a quantidade de doses que a secretaria vai receber para que as datas de repescagem sejam definidas. Diz ainda que há um grupo muito grande acima de 18 anos que não se vacinou e precisa ter essa oportunidade. Caso todas as doses previstas sejam entregues, será possível fazer a vacinação dos adolescentes e a repescagem. Para isso, seriam necessárias 270 mil doses. Ele adiantou também que na próxima semana será discutido o planejamento de uma terceira dose de reforço para os idosos.

Neste sábado, a primeira dose estará restrita para os remanescentes do público a partir de 30 anos, pessoas com deficiência, gestantes, puérperas e lactantes. A aplicação da segunda dose segue normalmente nos postos de vacinação, com funcionamento até o meio dia.

O dançarino Pedro Kin, de 29 anos, foi pego de surpresa ao chegar ao Corpo de Bombeiros, em Copacabana, para se vacinar nesta manhã.

— Estava em turnê e não pude me vacinar na data prevista. Como tinha a repescagem hoje, achei que iria conseguir me imunizar, mas não vi o pronunciamento que saiu ontem à noite. Agora vou ficar na expectativa porque vou entrar em turnê novamente e viajo para outra cidade. É uma situação complicada — destaca.

Em nota, a Secretaria municipal de Saúde reitera a importância de o Ministério da Saúde distribuir as doses recebidas no prazo máximo entre 24 e 48 horas para que não haja comprometimento dos calendários de vacinação dos municípios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos