Com texto de Lula, Luiza Trajano entra na lista da Time de pessoas mais influentes

·1 minuto de leitura
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 10.05.2018 - Entrevista com Luiza Helena Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza, uma das maiores empresas de varejo do país. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 10.05.2018 - Entrevista com Luiza Helena Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza, uma das maiores empresas de varejo do país. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A empresária Luiza Trajano foi eleita pela revista americana Time uma das cem pessoas mais influentes do mundo.

Ela é a única brasileira na lista de 2021, que traz nomes como o príncipe Harry e sua esposa, Meghan, a tenista Naomi Osaka, a ginasta Simone Biles, o presidente americano, Joe Biden, e sua vice, Kamala Harris, o líder chinês, Xi Jinping, o opositor russo Alexei Navalny, as cantoras Britney Spears e Billie Eilish e o advogado Ben Crump, que defende a família de George Floyd.

O texto sobre a trajetória da dona da Magazine Luiza na revista é assinado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Em um mundo corporativo ainda dominado por homens, uma mulher brasileira, Luiza Trajano, conseguiu transformar a Magazine Luiza, que começou como uma única loja em 1957, em um gigante do varejo avaliada em dezenas de bilhões. É uma enorme conquista --uma entre muitas", diz o relato.

O texto afirma que Luiza tenta "construir um Brasil melhor" com iniciativas contra a violência doméstica, o trainee exclusivo para negros organizado pela varejista e a plataforma digital para microempreendores durante a pandemia

Lula também critica o governo federal ao mencionar a atuação de Trajano na crise sanitária: "Em um momento em que o governo brasileiro estava menosprezando o risco oferecido pela pandemia, Luiza corajosamente falou sobre a urgência da vacinação."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos