Com Tite em quarto, jornal revela salários de todos os técnicos da Copa; veja ranking e valores

O técnico Tite, que está na seleção brasileira desde 2016, é o quarto treinador mais bem pago dentre os 32 presentes na Copa do Mundo do Catar. A informação é do jornal espanhol Sport, que divulgou quanto cada um dos comandantes recebem anualmente, e os valores variam de 130 mil euros até 6,5 milhões.

O técnico Hansi-Flick, da Alemanha, que perdeu o jogo de estreia para o Japão, é o primeiro da lista com 6,5 milhões de euros (cerca de R$ 36,3 milhões). Gareth Southgate, que alcançou a semifinal da última Copa do Mundo e a final da Eurocopa com a Inglaterra, e Didier Deschamps, atual campeão Mundial, completam o top-3, com 5,8 e 3,6 milhões de euros, respectivamente.

O brasileiro Tite aparece fora do top-3, mas acima de nomes renomados como Louis Van Gaal, da Holanda, Roberto Martínez, da Bélgica, e Luis Enrique, da Espanha. O treinador do Brasil, no entanto, já informou à CBF que não pretende continuar na seleção após o Mundial do Catar.

Três treinadores de países africanos aparecem como os mais "humildes". Jalel Kadri, da Tunísia, puxa a fila com 130 mil euros por ano. Aliou Cissé, de Senegal, e Rigobert Song, Camarões, surgem um pouco acima, com 310 e 340 mil euros, respectivamente.