Com tudo mais caro, saque do FGTS deve ter menor impacto na economia

·2 min de leitura
O dinheiro vale cada vez menos com a inflação. Saque do FGTS não deve ajudar na economia
O dinheiro vale cada vez menos com a inflação. Saque do FGTS não deve ajudar na economia (Getty Image)
  • O saque deste ano do FGTS deve ter um impacto menor na vida dos brasileiros

  • Encarecimento de produtos diminui o poder de compra

  • Especialistas explicam mudança econômica

Foi-se o tempo em que mil reais era muito dinheiro. Com a inflação e a alta no preço dos itens básicos, o poder de compra dos brasileiros tem sido reduzido a cada mês. Com o saque do FGTS, os brasileiros conseguirão fazer algumas aquisições, mas o valor não é o suficiente para quitar todas as despesas de uma família.

Um levantamento realizado pelo jornal Extra mostrou que a disparada de preços impossibilita grandes gastos. Em 2020, por exemplo, era possível utilizar R$ 1.045 para pagar 257 litros de gasolina, ou 5,14 tanques de um HB20, um dos carros mais vendidos na época. Agora, só é possível comprar metade desta quantidade.

"São aumentos que não dá para driblar. Ninguém pode economizar na comida, a gente precisa comprar arroz e feijão. Para quem é mais dependente da gasolina, esse é um problema, mas o diesel, que é responsável pelo escoamento da produção agrícola, transporte nas rodovias e transporte interurbano, tem um impacto grande e indireto no custo de tudo que a gente compra", afirmou André Braz, economista da Fundação Getulio Vargas (FGV), em entrevista ao jornal.

Alex Agostini, economista-chefe na Austin Rating, afirmou em entrevista ao portal que além da diminuição do valor nominal do saque do FGTS, o custo de itens da cesta básica aumentou 36%, considerando as pesquisas do Dieese. Isso impacta diretamente na quantidade de coisas que são possíveis adquirir com o dinheiro.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), em fevereiro 76,6% das famílias tinham algum financiamento em fevereiro e 27% estavam com alguma conta atrasada, contra 66,6% de pessoas com financiamentos em abril de 20202 e 21,6% das famílias com contas atrasadas na data do último saque livre do FGTS.

Mesmo que o saque de agora deva beneficiar 42 milhões de pessoas com R$ 30 bilhões, ele terá um efeito menos do que em abril de 2020, quando 31,7 milhões de pessoas sacaram R$ 24,2 bilhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos