Com um exemplar no Brasil, Ferrari paga R$ 550 mil de IPVA

Ferrari ainda não tem pretensões de lançar o carro de luxo por aqui
Ferrari ainda não tem pretensões de lançar o carro de luxo por aqui
  • Modelo foi importado de forma independente por um comprador;

  • Com esse valor é possível comprar até nove Renault Kwid;

  • Ferrari apareceu antes por aqui durante o Autódromo de Interlagos em 2015.

O Brasil agora conta com um exemplar da Ferrari LaFerrari, das quais foram produzidas menos de 500 exemplares no mundo. O automóvel de luxo foi importado de forma independente, sendo avaliado pela tabela Fipe em R$ 13.850.000. Isto quer dizer que o carro paga um IPVA (Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores) de R$ 554.233,35.

Só com esse valor é possível comprar nove Renault Kwid, conhecido por ser o carro mais barato do Brasil. Por outro lado, essa quantia também compra o novíssimo Porsche Macan 2023 ou duas BMW Série 3.

A Ferrari, que conta com uma pintura vermelha no tom típico da montadora, conta com um motor V12 que chega a 949 cavalos de potência. Para melhorar, o modelo é um híbrido, que divide sua potência em 789 cavalos no motor a gasolina e 160 cavalos no motor elétrico. Seu torque também causa espanto nos entusiastas, ficando na casa de 91,7 kgfm a 6.750 rotações por minuto.

Com velocidade máxima de 350 km/h e aceleração de 100 km/h em três segundos, o modelo foi apresentado durante o Salão de Genebra em 2013. A Ferrari anunciou que a produção estaria limitada a 499 unidades, todas construídas artesanalmente.

Por enquanto a italiana ainda não pensa em trazer a Ferrari LaFerrari oficialmente ao país. Com dimensões de 4,70 m de comprimento, 1,99 m de largura, 1,11 m de altura e 2,65 m de distância entre os eixos, o carro de luxo deu as caras por aqui durante o Autódromo de Interlagos (SP) em 2015, quando provocou a curiosidade dos entusiastas brasileiros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos