Com vacinação em massa, caem casos graves de Covid em indígenas do Xingu

·1 minuto de leitura
Vacinação contra Covid-19

BRASÍLIA (Reuters) - Casos graves de Covid-19 de integrantes do Território Indígena do Xingu, em Mato Grosso, tiveram uma queda expressiva em meio à vacinação em massa dessa comunidade, informou nesta segunda-feira o Instituto Socioambiental (ISA).

Segundo o ISA, 84% da população do território com mais de 18 anos foi vacinada com duas doses. Indígenas têm prioridade na vacinação.

Segundo o instituto, graças à vacinação, a maioria dos casos têm sido leves. Uma das preocupações é com a realização de festas, principalmente com o ritual do Kwarup, que recebe muitos convidados e pode provocar novos contágios nas aldeias.

"Na minha aldeia todos com mais de 18 estão vacinados. Diminuiu os casos, mas mesmo assim mantemos o isolamento social", afirmou Oreme Ikpeng, da aldeia Moygu, vacinada com duas doses, conforme o ISA.

Dados do último boletim epidemiológico indicam 115 infectados com a Covid no território. Desde o início da pandemia, foram 1.311 casos confirmados em toda a localidade e 18 mortes. Um alerta é para os casos dos municípios do entorno.

O governo Jair Bolsonaro tem sido alvo de críticas --especialmente de ONGs e entidades estrangeiras-- em relação aos cuidados com as comunidades indígenas no enfrentamento à pandemia.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos