Com venda de cerveja e show de Maluma, Fan Fest de Doha tem lotação máxima em evento de abertura

Não há dúvidas que o grande assunto antes de a bola rolar no Catar é a adaptação dos torcedores aos costumes locais, sobretudo à limitação dos pontos onde é permitido o consumo de álcool. Neste sábado, a Fan Fest, principal ponto de reunião de torcedores, montada em um longo calçadão às margens do Golfo, recebeu um evento de abertura para os fãs, com direito a show do cantor colombiano Maluma, lotação máxima e venda de cerveja.

A versão com álcool da marca patrocinadora do evento custa 50 riais cataris (cerca de R$ 75) e uma zero sai por 30 riais (R$ 45). A Fan Fest é um dos poucos lugares em que o torcedor terá acesso a bebidas, depois que o governo catari anunciou a proibição da comercialização no entorno das oito arenas na última sexta-feira — a apenas 48h da abertura entre Catar e Equador, neste domingo.

— A questão da cerveja é uma adaptação. Moro aqui há seis anos e, no dia a dia, a gente compra nos lugares permitidos e tomamos em casa — conta o brasileiro André Minela, que aproveitou a Fan Fest para comprar cerveja ao lado do amigo americano Osh Ganguli.

Entre os mais animados na fila da cerveja estavam os mexicanos e equatorianos, estes em bom número em Doha por causa da estreia neste domingo. Argentinos, marroquinos e tunisianos também estavam entre as camisas mais presentes.

— Chegamos há dois dias e, hoje, tomamos cerveja pela primeira vez. É diferente porque, no México, bebemos no estádio, em todos os lugares — disse um torcedor mexicano, ao lado de amigos.

LUZES E PROJEÇÕES

Os portões da Fan Fest abriram às 16h (10h de Brasília) e, no início da noite, chegou à lotação máxima, informavam os seguranças do lado de fora com megafones -- a Fifa ainda não divulgou os números de presentes. Além de Maluma, a cantora libanesa Myriam Flores se apresentou.

Eles abriram a programação que terá, ao longo do Mundial, nomes Como Diplo, Kizz Daniel, Nora Fatehi, Trinidad Cardona e Calvin Harris.

Também neste sábado, uma queima de fogos com projeções deram boas vindas no céu de Doha.