Comandante do Exército suspende nomeação de ajudante de ordens de Bolsonaro

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O comandante do Exército, Tomás Paiva, decidiu suspender a nomeação do tenente-coronel Mauro Cid para o comando do 1º Batalhão de Ações de Comando, em Goiânia.

A decisão foi tomada nesta terça-feira (24) após conversa entre Tomás e Cid. Segundo relatos feitos à Folha, o ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) sugeriu o afastamento diante da crise militar após a queda do ex-comandante do Exército Júlio César de Arruda.

O Alto Comando do Exército foi comunicado da decisão durante reunião nesta terça, em Brasília. A expectativa é que Cid seja realocado na Força nos próximos dias e consiga concorrer novamente ao cargo no batalhão em Goiânia no biênio 2025-2026, caso uma investigação da Polícia Federal sobre ele se encerre a tempo.