Combinação de uniformes de Suíça e Camarões é pesadelo para daltônicos; entenda

O camaronês Collins Fai enfrenta o suíço Vargas pela Copa do Mundo. Foto: David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images
O camaronês Collins Fai enfrenta o suíço Vargas pela Copa do Mundo. Foto: David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images

Não foi apenas o desempenho de dentro de campo que chamou atenção da abertura do Grupo G da Copa do Mundo entre Suíça e Camarões nesta quinta (24). A combinação dos uniformes se tornou um pesadelo para grande parte das pessoas que sofrem com o daltonismo.

Nos últimos Mundiais, a Fifa tem optado por manter as seleções com uniformes mais próximos do monocromático, com Argentina e Alemanha, por exemplo, tendo que deixar seus famosos calções pretos em prol de opções brancas, a cor predominante das camisas que usam.

Leia também:

O objetivo é impedir o kit clash, quando uniformes de cores ou tons parecidos podem atrapalhar os espectadores da partida, exemplos: estádio, atletas, treinadores, árbitros e público de tv e streaming.

Contudo, o que se viu em Suíça e Camarões foi totalmente de desencontro com a acessibilidade tão pregada pela Fifa. Com a Suíça inteira de vermelho e Camarões com camisa e calções verdes, a combinação foi um pesadelo para uma grande parte das pessoas daltônicas.

A deficiência “comum” entre os daltônicos é a vermelho-verde, que no linguajar popular é denominada de daltonismo vermelho-verde. Ela atinge cerca de 9% dos homens e 1% das mulheres do mundo.

Pessoas que sofrem com dois tipos diferentes de daltonismo podem ter sido afetadas pela combinação: a deuteranopia - quando há dificuldade para perceber diferentes tons de vermelho, verde e amarelo - e a protanopia, que é a dificuldade de identificar o vermelho.

A combinação remete a um duelo da NFL, principal liga de futebol americano do mundo, que causou bastante problema aos espectadores. Em 2015, quando a liga requeria que equipes usassem uniformes monocromáticos específicos em uma partida da rodada, New York Jets e Buffalo Bills se enfrentaram usando uniformes totalmente verdes e vermelhos, respectivamente.

Momento em que denota o quão diminuiu o preciosismo da FIFA com os uniformes em cada partida de suas competições. Antigamente, era comum observar a rigidez da entidade nesse critério dias antes de um confronto.