Começa julgamento de tumulto em estádio de futebol na Indonésia

Acusados de negligência pelo tumulto ocorrido durante uma partida de futebol em um estádio de Malang, Indonésia, cinco homens compareceram por videoconferência à primeira audiência de seu julgamento, nesta segunda-feira (16).

Na tragédia, ocorrida em outubro passado durante um jogo entre o Arema FC e o Persebaya Surabaya (dois clubes rivais) em Malang (Java Oriental), morreram 135 pessoas. Desse total, mais de 40 eram menores de idade.

A correria começou depois que a polícia disparou gás lacrimogêneo nas arquibancadas, no momento em que grupos de torcedores invadiam o campo no final do jogo.

Três policiais locais, um organizador da partida e um oficial de segurança foram acusados de negligência. Se forem considerados culpados, podem ser condenados a até cinco anos de prisão.

Um sexto suspeito – um ex-diretor da empresa que dirige a primeira divisão da liga de futebol da Indonésia – está sob investigação.

Nesta segunda-feira, centenas de agentes de segurança foram enviados para os arredores do tribunal de Surabaya. Além disso, a audiência aconteceu remotamente, por motivos de segurança.

Depois da tragédia, a Polícia Nacional da Indonésia destituiu os chefes da polícia de Malang e da província de Java Oriental.

mrc/jfx/aha/jvb/zm/aa/tt