Começa neste domingo o primeiro dia do Enem digital

O Globo
·3 minuto de leitura
Gabriel de Paiva / Agência O Globo

BRASÍLIA — A primeira edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital será realizada neste domingo, em 104 cidades do país, em forma de projeto-piloto. Embora o exame seja feito pelo computador, os 93 mil candidatos inscritos deverão ir até os locais de prova. A avaliação será feita nas máquinas disponibilizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do Enem, inclusive no modelo digital. Os portões abrem às 11h30 e fecham às 13h (horário de Brasília).

Assim como no Enem tradicional, os candidato deve levar caneta esferográfica de cor preta de tubo transparente para fazer a redação, que será manuscrita. O tempo para fazer as prova e os horários de aplicação são os mesmos do Enem convencional, cinco horas e meia no primeiro dia e cinco horas no segundo dia, que será no próximo domingo, 7 de fevereiro.

Para começar a prova, os estudantes receberão uma chave de acesso a ser digitada no início e na finalização do exame. Na tela, aparecerão todas as questões em um mapa, sendo que o candidato poderá selecionar a ordem em que prefere responder. É possível sinalizar perguntas para depois voltar nelas e também fazer anotações nas questões.

Durante o Enem digital, o candidato que desejar ir ao banheiro poderá pausar a prova selecionando o ícone de cadeado, escolhendo a opção "sim" para pausar. No entanto, o tempo da pausa não serão compensados no final da prova. O Inep divulgou um tutorial para o candidato conhecer o sistema de avaliação.

Nesta edição piloto, não será possível utilizar equipamento pessoal, mas somente os disponibilizados pelo Inep. Os candidatos não terão acesso à internet ou calculadoras.

Apesar de não ser obrigatório, o Inep recomenda que o participante leve o cartão de inscrição nos dias de aplicação da prova. O cartão contém as datas e os horários das provas, assim como o número de inscrição e a opção de língua estrangeira selecionada.

Medidas de segurança

Por causa da pandemia, será obrigatório o uso de máscara cobrindo o nariz e a boca durante todo o tempo de prova. O Ministério da Educação (MEC), ao qual o Inep está ligado, informou que haverá álcool em gel disponível nos locais de aplicação.

Os participantes também poderão levar máscaras extras para trocar durante o exame e o próprio álcool em gel, caso queiram. Candidatos com sintomas de Covid-19 ou outra doença infectocontagiosa não devem comparecer aos locais de prova. Eles terão direito a fazer o exame na reaplicação, em fevereiro.

Provas adiadas

O Inep cancelou a aplicação da prova para 111 estudantes que fariam o exame no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (IFAP), em Macapá. A decisão foi tomada após interdição pela Defesa Civil do instituto, em razão de problemas estruturais nos blocos onde seria aplicado o Enem. As provas serão realizadas nos dias 23 e 24 de fevereiro. A aplicação do exame está confirmada nos outros locais de provas da capital amapaense, para 671 participantes.