Começa o julgamento Wirecard em Munique

Começou, esta quinta-feira, em Munique, na Alemanha, o julgamento do antigo presidente executivo da Wirecard, uma empresa de pagamentos digitais.

Markus Braun senta-se no banco dos réus com o antigo diretor executivo de uma filial da Wirecard no Dubai, Oliver Bellenhaus, e antigo diretor de contabilidade, Stephan von Erffa. Os três são acusados da falência fraudulenta da empresa em 2020.

Este está a ser descrito como o maior caso de fraude do pós-guerra na Alemanha.

Os promotores acusam Markus Braun de ter assinado intencionalmente documentos que pareciam mostrar que a empresa tinha fundos que não tinha, através de receitas atribuídas a parcerias noutros países.

Os seus advogados dizem que as acusações estão "seriamente erradas" e que o antigo presidente da Wirecard desconhecia as atividades ilegais de outros.

A Wirecard pediu falência em junho de 2020. Na época noticiou que 1,9 mil milhões de euros tinham desaparecidos das suas contas.