Começam nesta 6ª feira as inscrições para contratar 827 docentes para rede estadual

Escola estadual: contratação temporária para reforço de pessoal

As inscrições para a a contratação temporária de professores para a rede pública de ensino do Estado do Rio estão abertas a partir desta sexta-feira (dia 6). Os profissionais interessados têm até o dia 15 de março para se cadastrar. São oferecidas 827 vagas, que serão ocupadas de acordo com as necessidades. As inscrições poderão ser feitas pelo site.

A rede espera reforço de pessoal com profissionais de diversas disciplinas. Os cargos são de docente I (com carga horária de 16 horas ou 30 horas por semana, para o ensino médio e para os anos finais do ensino fundamental) e docente II (com jornada semanal de 22 horas, para os anos iniciais do ensino fundamental em unidades escolares prisionais e socioeducativas).

Para docente I, são oferecidas 777 oportunidades, sendo 585 com carga horária de 16 horas semanais e 192 com jornada de 30 horas por semana. Neste caso, as remunerações previstas são de R$ 1.179,35 (16 horas) e R$ 2.211,25 (30 horas). O cargo exige licenciatura plena e/ou formação específica.

Para docente II, há 50 oportunidades. O salário é de R$ 940,16 (para 22 horas). A função exige curso de ensino médio na modalidade normal ou licenciatura plena em Pedagogia com habilitação para lecionar.

Do total de 827 vagas, 5% serão para pessoas com deficiência, 10% para candidatos hipossuficientes economicamente e 20% para autodeclarados negros ou índios.

No momento da inscrição, o candidato deverá indicar o tipo de vaga desejada, o município, a regional e a disciplina para os quais pretende concorrer.

A lista classificatória será divulgada no dia 17 de março, no endereço. A convocação dos candidatos começará no dia seguinte. O processo seletivo terá validade até 22 de dezembro deste ano.

Ainda de acordo com a Secretaria estadual de Educação, para cobrir esse déficit de pessoal, as pasta vem contratando profissionais poe meio de carga horária adicional (GLP). Com isso, hoje, 96% de escolas estariam com quadro completo de funcionários.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263)