Comer ouro faz mal à saúde?

Ouro, se em seu estado puro, pode ser consumido como alimento (Getty)
Ouro, se em seu estado puro, pode ser consumido como alimento (Getty)

Os últimos dias foram recheados de uma polêmica gerada após uma refeição dos jogadores da Seleção Brasileira que estão na Copa do Mundo, que acontece no Catar. Parte do elenco esteve ao lado do ex-jogador Ronaldo Fenômeno no restaurante Nusr-et. O cardápio? Carne folheada por ouro. Discussões éticas à parte, ficou a dúvida em todo mundo: comer ouro faz mal ou simplesmente muda alguma coisa?

Comer ouro faz mal à saúde?

A resposta é não. Isso, claro, se estivermos falando de ouro completamente puro, como o que é usado no restaurante de Nusr-et. Ouro comestível é um tipo de material que é permitido tanto pela União Europeia quanto pelos Estados Unidos. Ele não faz mal à saúde pelo simples fato de que, em sua versão 100% pura, é biologicamente inerte. Isso significa que não acontece absorção durante o processo de digestão.

Alguns especialistas, no entanto, alertam para o fato de que o ouro, durante o processo de digestão, manterá algumas de suas partículas no trato digestivo por um longo tempo. Excesso e/ou acúmulo dessas partículas, de acordo com médicos, podem vir a desenvolver pequenos tumores que podem se transformar em cânceres.

Em quais formas existe ouro comestível?

As formas que ouro é encontrado para ser ingerido de maneira própria para alimentação são:

  • Folha

  • Flocos

Ouro tem gosto quando ingerido como alimento?

Não. O material não tem nenhum tipo de sabor e não altera o gosto da comida, sendo apenas uma intervenção estética na comida.

Quanto custa o bife que os jogadores da Seleção comeram?

Encontrado, neste caso, na unidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, do restaurante Nusr-et, o bife que os jogadores da Seleção comeram é coberto pro folha de ouro de 24 quilates e custa entre R$ 1500 e R$ 9000, a depender de tamanho e tipo de carne escolhida.